guapeca

           

"Guinefort era da raça Greyhound e foi deixado em casa junto com uma criança dormindo enquanto seu dono saiu para caçar. Tudo isso ocorre perto da cidade de Lyon, França, no século XIII. Neste meio tempo, surge uma cobra que ameaça a segurança do filho do caçador e Guinefort parte para cima.

Quando o homem retorna para casa, a primeira coisa que vê é o cachorro, que vem ao seu encontro com sangue na mandíbula. Procura a criança no berço e não a vê, presumindo que ela foi atacada por quem, na verdade, a salvou. Sem pensar duas vezes, mata Guinefort cego pela raiva. Neste momento, ouve o choro da criança e a descobre ilesa com a cobra despedaçada ao lado.

Tarde demais para fazer alguma coisa, ele enterra Guinefort e ergue um pequeno santuário em sua homenagem. O cão, agora transformado em mártir, começa a receber visitas dos moradores da região e cidades próximas que rezam no seu túmulo, pedem favores e são atendidas. O culto ao “São” Guinefort é veementemente refutado pela Igreja, mas isso não diminui a fé de seus devotos.

No geral, São Guinefort é considerado o protetor das crianças, mas não posso deixar de pensar nos animais maltratados e entregues à própria sorte todos os dias."

Contribuição do amigo Marcelo Bueno do site: Zephyrus

hachiko
Hachiko
Tóquio
cachorro heroi
George
Nova Zelândia
A história da fidelidade de Grayfriars Bobby
Greyfriars Bobby
Escócia
Cabo Dick Heroi Brasileiro
Cabo Dick
Brasil
Old Shep, a fidelidade de um cão por seu companheiro
Old Shep
EUA
smoky
Smoky
Nova Guiné / EUA
São Bernardo - Barry
Barry
Suiça